AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Capacitação do IEL-RS promove reflexão sobre a gestão do futuro

Educação Empresarial

“Se antes você tinha que trabalhar só com engenheiros, ou só com pessoas de uma determinada profissão, cada vez mais, você vai trabalhar com pessoas completamente diferentes e dessas ideias vão nascer a inovação, que vai levar esse mundo para um novo capitalismo, talvez”. Essa foi uma das reflexões do estudioso de inovação e da era digital, Gil Giardelli, nesta quinta e sexta-feira, durante o workshop Gestão da Mudança e a Transformação Digital, uma atividade da área de Educação Executiva, do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS). Giardelli também é o criador do MBA em Gestão de Mudança e Transformação Cognitiva e Digital da Confederação Nacional da Indústria (CNI), além de membro da Federação Mundial de Estudos do Futuro, um parceiro consultivo da UNESCO e da ONU. O workshop discutiu os novos modelos de negócios no universo da indústria, gestão da mudança e gestão da inovação em uma economia em constante evolução.

A capacitação teve a presença de empresários e gestores do Rio Grande do Sul na sede da FIERGS. “Participar de capacitações como essa promovida pelo IEL complementa nossa atuação como gestores, com acesso ao que há de mais atual em termos de cenários futuros, para que possamos tomar decisões com base nas melhores informações”, avaliou o diretor-técnico da Tramontina Farroupilha, Eduardo Portolan. 

Também foram abordados temas como o futuro da colaboração, startups, as empresas do Século 20 e as pessoas do Século XXI e o choque de gerações. “Os gestores primeiro precisam entender que ser jovem hoje não tem nada a ver com a idade. As mudanças vêm de quem tem o espírito jovem, das pessoas abertas à inovação, ao debate, às novas ideias. Hoje, as empresas que realmente estão precisando de inovação, entendem que todas as gerações e pensamentos cabem, pautados no respeito e numa educação inovadora do século 21”, refletiu Giardelli. Segundo ele, vivemos a quarta revolução industrial, unindo os mundos físico, digital e biológico.

A principal mensagem dele para os participantes é que “quase tudo que nós aprendemos até agora da gestão da mudança, vai precisar ser repensado. Você vai ter que aprender, desaprender e reaprender todo o dia. Todo mundo quer mudança, mas em outro departamento, outra área da indústria, depois das eleições, depois que acabar o ano. Acredito que agora as mudanças são urgentes, emergenciais e diárias”.


Crédito foto: Dudu Leal