AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | TEL.: 51-3347.8787

Você está aqui

Diálogos para o Futuro aborda a cultura do coaching

Seminário

A cultura do coaching tira as pessoas da zona de conforto, é a cultura da evolução humana. Assim o coach Alexandre Prates definiu na palestra A Cultura do Coaching na Construção de Times de Alta Performance, no Diálogos para o Futuro 2017, realizado nesta manhã no Centro de Eventos da FIERGS, com promoção do IEL-RS.  “A intenção é buscar o desenvolvimento e o aprimoramento constante das pessoas e, consequentemente, tornando a empresa mais produtiva, mais vibrante e os colaboradores mais engajados. É uma evolução constante”, destacou ele. 

Alexandre Prates é considerado atualmente como um desenvolvedor de líderes. Fundador do Instituto de Coaching Aplicado (ICA Coaching), especialista em desenvolvimento humano e desempenho organizacional, ele já formou mais de 1,5 mil líderes no país. É autor dos livros “A Reinvenção do Profissional – Tendências Comportamentais do Profissional do Futuro” e "Resultado - A liderança além dos números”; lançado em abril de 2015. Conforme Prates, a cultura do coaching é uma realidade mundial e a principal vantagem é a melhoria dos resultados. “Mas para isso há uma grande melhoria no desempenho, no engajamento, no trabalho em equipe, no desenvolvimento individual e principalmente no que precisa ser feito, o que gera, antes de tudo, produtividade”, ressaltou. 

Durante sua apresentação, ele falou sobre o incômodo. “A palavra que define o coaching é essa. Se você não estiver incomodado, não vai evoluir”, disse. A questão é que seja produtivo, que faça a pessoa sair do lugar e crescer para solucionar o que lhe incomoda. Outra questão levantada por ele foi a diferença entre engajamento e comprometimento. “Engajamento é coração, é emoção. Para isso, o líder precisa que seus colaboradores participem, sejam reconhecidos e realizem coisas”, concluiu.

A ex-jogadora de vôlei Virna Dias fez a segunda palestra contando sua experiência na construção de times de alta performance. Campeã mundial e medalhista olímpica, Virna disse que passou por vários líderes em sua carreira no esporte. “Um time para ser campeão precisa ser unido e o líder tem que saber buscar o melhor de cada um”, comentou. 


Crédito foto: Dudu Leal