Você está aqui

Especialistas defendem a importância de respeitar a individualidade no exercício da liderança

A tradução de conceitos de física quântica para sua aplicação na gestão e liderança dentro das empresas é uma das propostas da filósofa Danah Zohar. Ela ministrou do workshop O Líder Quantum, Gestão e Complexidade na Era Quantum, realizado pelo IEL-RS, nesta quarta-feira, no hotel Laghetto Moinhos. Danah esteve acompanhada de seu discípulo, o diretor da empresa de consultoria e treinamento Oxford Quantum Systems Dynamics, Chris Wray. Entre esses conceitos estão o indeterminismo, a emergência, incerteza de Heisenberg e o vácuo quântico. Uma das ideias defendidas pela especialista é de que cada pessoa tem sua história e trabalha de um jeito e essas características devem ser levadas em consideração pelos líderes. "Os profissionais precisam se sentir como parte do todo, respeitando sua individualidade e características. Foi se o tempo em que a produtividade era medida pelo desenvolvimento de uma determinada atividade, durante um tempo X", lembrou. 
 
A filósofa explicou que a inteligência espiritual é a nossa capacidade de acessar significados, valores e propósitos de experiências já vividas, e, a partir delas, criar novas saídas para resolver problemas em um ambiente complexo e em constante mudança. “São aspectos da inteligência além daquilo que já sabemos e da nossa capacidade de aplicar esse conhecimento em situações familiares”, informa. Danah deixou uma sugestão. “Em vez de castigar seu liderado por qualquer erro, crie um prêmio para o erro mais do criativo do mês. O processo de equívoco e acerto é fundamental para o sucesso de uma inovação". 
 
Chris Wray afirmou ser preciso exercitar o uso dos dois hemisférios do cérebro: o esquerdo, mais racional e exato, e o direito, responsável pela criatividade, por pensamentos “fora da caixinha”, promovendo, assim, um diálogo entre a realidade e a forma como a enxergamos. “Líderes precisam aprender a se colocar na posição do outro e questionar aquilo que já sabem, para criar um novo enquadramento, trata-se de uma é uma tarefa muito complexa”, reconheceu, mencionando uma pesquisa da universidade de Oxford com 100 CEOs de todo mundo que apontaram como uma das principais dificuldades no exercício da liderança promover o equilíbrio entre a humildade e a confiança. “A incerteza faz parte do processo quântico, quanto mais perguntas fizermos, melhores os resultados”, completou Danah. 
 
Os presentes no evento também participaram de atividades e reflexões envolvendo sua realidade diária. "Na nossa empresa já aplicamos conceitos da liderança quântica, acabou a era da gestão linear. Todos colaboram com os processos, as ordens não vêm de cima para baixo, mas por todos os lados", comentou o diretor da Exatron Indústria Eletrônica, Régis Haubert. 
 
Tags: 

Veja mais

FIERGS 6/12/2016 às 14h37
A atual capacidade ociosa nas linhas de produção, os baixos níveis de estoque e a força exportadora colocam o setor industrial em uma posição decisiva...
Saiba mais
FIERGS 5/12/2016 às 17h02
Qualificar as exportações de carnes do Rio Grande do Sul e agilizar os processos de Comércio Exterior são ações constantes nas atividades dos conselhos...
Saiba mais
FIERGS 1/12/2016 às 18h39
O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor José Müller, anunciou, nesta quinta-feira, o nome do sucessor para a...
Saiba mais