Você está aqui

Fórum IEL de Carreiras debate com líderes empreendedores

O presidente do Sistema FIERGS, Heitor José Müller, destacou na manhã desta sexta-feira (19), ao abrir o Encontro de Líderes, que integra o Fórum IEL de Carreiras, que as empresas não podem deixar de desenvolver as pessoas. “Nesse período de definições no contexto nacional e estadual, entendemos que a administração da área de Recursos Humanos e a prospecção de tendências internacionais surgem como prioridades a fim de garantir a sobrevivência das empresas”, disse ele, lembrando que “as crises passam, mas os profissionais e o conhecimento acumulado ficam”.  Müller salientou serem as empresas a garantia de carreiras consistentes aos jovens, mas que também existe a opção profissional de criar a sua empresa. Ao concluir o depoimento, o industrial enfatizou que “as crises nunca são permanentes e vale a pena pensar diferente e apostar mesmo quando as dificuldades existem”. 
 
O Fórum IEL de Carreiras, promovido pelo Instituto Euvaldo Lodi, integrante do Sistema FIERGS, em parceria com IEL Nacional, Sesi e Senai, está sendo realizado nesta sexta-feira e sábado (19 e 20), no Shopping Praia de Belas, em Porto Alegre. Com mediação do superintendente do IEL Nacional, Paulo Mol, o Encontro de Líderes de Recursos Humanos teve referências em RH para explanar suas práticas de desenvolvimento e inovação em gestão de pessoas, entre eles o educador e palestrante Eugenio Mussak, além de Bruno Bragazza (Bosch), Eduardo Kuntz (Artecola) e Gilvan Menegotto (Automatus). Mussak explicou que hoje o responsável pelos Recursos Humanos é um mediador e interpretador de expectativas. “Dos dois lados: empresa e funcionário”, disse. “Essa mediação busca sempre o equilíbrio de tempo, papéis, gestão e controles”.
 
Bragazza falou das tendências de como será o mundo nos próximos 15 anos do ponto de vista da tecnologia e do indivíduo. “Em 2030, 60% das pessoas terão acesso à internet e haverá a substituição de ocupações por máquinas. O indivíduo terá mais autonomia, as famílias serão enxutas e as pessoas serão altamente capacitadas”, relatou.
 
Kuntz ressaltou que o “desafio das organizações é ter habilidade de ler os cenários, mais do que prevê-los”. Gilvan Menegotto contou sua trajetória e defendeu o ensino técnico. “É onde há a prática, o profissional sai pronto para o mercado de trabalho. Minha recomendação é de apostar na formação técnica e contratar alunos que saem do Senai”, incentivou.
 
O Fórum IEL de Inovação tem como objetivo dialogar sobre desenvolvimento de carreiras e dar a orientação profissional para jovens que buscam entrar no mercado de trabalho. O evento é voltado a estudantes universitários, do Ensino Médio e técnico, além de profissionais em início de carreira, com uma programação em espaços distintos e concomitantes: uma arena, com painéis de especialistas mediados por Gabriel Pensador e oficinas centradas no desenvolvimento de carreiras. Também há rodadas de coaching individual.
 
Na tarde deste sábado, Para onde Caminha a Humanidade é o primeiro painel, com Jean Rosier, um dos fundadores da Perestroika no Rio de Janeiro; Alessandro Rizzato, pesquisador do Laboratório de Química Física e Especialista em Desenvolvimento e Implementação de Novos Produtos no Centro de Pesquisa e Tecnologia da Rhodia; e Du Migliano, criador da 99jobs, uma comunidade colaborativa online de recrutamento e seleção, que pretende redesenhar a forma como as organizações e as pessoas se conectam.
 
O segundo painel, Inquietos e Produtivos, terá Tomás de Lara, cogestor do Sistema B – Brasil; William Bond, da Indústria Bondmann Química; e Edgar Gouveia Jr., mobilizador da Play The Call, uma gincana mundial online que busca envolver 2 milhões de pessoas em quatro anos. O terceiro painel, Conectando e Empreendendo a Carreira, terá Ligia Giatti, umas das líderes do projeto Mesa & Cadeira, especializado em organizar workshops focados nos quais um grupo de pessoas talentosas senta-se à mesa para resolver um problema ou criar algo específico, tendo na cabeceira alguém brilhante na sua área de atuação; Eduardo Bier, fundador da Dado Bier; e Tallis Gomes, criador do Easy Taxi.
 
As oficinas nos dois dias terão 45 minutos e serão aplicadas por alguns dos palestrantes como Tomás De Lara, Jean Rosier, Lorrana Scarpione e Yentl Delanhesi.
Neste sábado, serão mais quatro painéis: Oportunidades que Fazem a Diferença; Eu, e Aí?, Caminhos Possíveis para uma Carreira; Startup e Pequenos Negócios Inovadores e, por fim, E o Meu Lugar na Indústria?. Nos dois últimos, empresários falarão sobre carreira, oportunidades e a indústria como uma excelente opção de engajamento ao mercado de trabalho. Haverá tanto depoimentos de startups da indústria, quanto de industriais mais experientes como Nelson Eggers (Fruki), David Randon (Randon), Ricardo Felizzola (HT Micron), Claudio Guenther (Stihl) e Suzana Freitas (Rede Globo). A palestra de encerramento será da empreendedora Bel Pesce, às 19h30min. 
 
Veja a programação no site www.ielrs.org.br/forumieldecarreiras
 
Legenda: Presidente da FIERGS, Heitor José Müller
Foto: Dudu Leal

Veja mais

FIERGS 22/07/2016 às 12h59
 O Serviço Social da Indústria (Sesi) é a instituição mais lembrada no Brasil quando o assunto é saúde e segurança do trabalho.
Saiba mais
FIERGS 22/07/2016 às 12h52
O Senai-RS conquistou ouro (Tecnologia de Midia Impressa – Murilo Antunes da Silva, na foto), prata (Eletricidade Industrial – Gabriel Mendes) e bronze (...
Saiba mais
FIERGS 21/07/2016 às 14h52
Data de 1956 o registro da chegada dos primeiros japoneses ao Rio Grande do Sul, especialmente para atuar na agricultura. Hoje, são 1,8 milhão de...
Saiba mais