Você está aqui

Economia GIG

Categoria: Economia

Resumo da tendência:                

Economia Gig é um modelo onde trabalhadores temporários e sem vínculo empregatício (freelancers, autônomos) são contratados por outros negócios para serviços pontuais, ficando ambos isentos de regras normalmente impostas por legislações trabalhistas. O desejo de flexibilidade, a ascensão de plataformas de serviços e a valorização de um estilo de vida menos estressante são alguns dos principais fatores que continuarão a impulsionar esta economia, permitindo que as pessoas trabalhem apenas alguns dias por semana, ou mais, se tiverem tempo livre ou necessidade. A consolidação e entrada das gerações Millenium e Z (nascidos de 1980 a 2010) no mercado é outro fator relevante. Estudos prevêem que pelo menos 40% da força de trabalho dos EUA será freelancer até 2020. A Mckinsey indica que cerca de 25% da população economicamente ativa nos EUA já se envolve na Economia Gig de alguma forma.

Insights:                  

  • Como posso aproveitar a ascensão da economia freelance? Esse movimento é ameaça ou oportunidade para meu negócio?
  • Existem novas formas de trabalho que podemos utilizar no nosso negócio?

Impacto da tendência na indústria:               

  • Aumento do potencial criativo e da geração de soluções.
  • Diminuição de custos associados à contratação.

Quem ta fazendo?

Quer conhecer outras tendências que podem impactar o seu negócio?
Conheça o COSMOS.

segunda-feira, 2 de Setembro de 2019 - 15h15

Deixe um Comentário

3 + 1 =